segunda-feira, 6 de março de 2017

Resenha de UM parágrafo sobre "LOGAN"!


Um tiro no peito. Uma facada na barriga. Um soco no estômago. A sensação de assistir Logan se assemelha a isso. A premissa pode ser simples, mas as atuações brilhantes e direção artística fazem o espectador sentir essa história, tão árida e pesada, na pele. Variando entre a catarse da violência explícita e a complexa introspecção de seus protagonistas, o filme é de fato a despedida que os fãs queriam e que Hugh Jackman merecia, sabendo representar o Wolverine em tela de forma certeira, como nunca feito antes: um personagem errante, que quer fugir dos problemas do mundo, mas que sempre torna a encontrá-los. E ele, por sua própria natureza heroica, mesmo que involuntária, dedica até a última gota de sangue para que tudo corra bem. Provavelmente o melhor longa baseado em quadrinhos desde Batman: O Cavaleiro das Trevas.

TRAILER:

Nenhum comentário:

Postar um comentário